A dita crise

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Então parece que vamos todos apertar o cinto! Quer dizer...eu espero apertar o cinto lá por alturas de Dezembro e ainda mais lá para Fevereiro...mas é à pala do peso/volume que tenciono perder...Secalhar a expressão foi infeliz...

Com isto tudo da crise e afins, dei comigo a pensar no que é que poderia poupar um pouco mais.

Não tomo o pequeno-almoço fora e durante a semana normalmente levo comida feita em casa para o trabalho.
Não esbanjo em roupas, muito menos roupas caras ou de marca. 
Uso os talõezinhos todinhos e os 50% do C*ntinente.
O cabeleireiro vê-me em vésperas de casamentos, baptizados ou outras festarolas formais ou então quando o matagal de cabelos brancos me fazem sentir arraçada de zebra.
Não fumo, não bebo (Xiça...a minha vida é uma pasmaceira pah...)
Como não temos garotos também é uma despesa que não temos que suportar.
Acho que temos cuidado com a luz e água que gastamos em casa (embora confesse que podia ser um pouco menos tv-dependente)

Hummm...


Oh caraças!!!
Querem ver que vamos ter que cortar nas nossas ...?Nahhhhhhhh :(


2 zum-zun(s):

Alexia Says:
1 de outubro de 2010 às 09:22

:/ amiga eu vou viver isto um dia de cada vez, mas a verdade é que acho que isto não vai ficar nada mas menos nada bonito

eu enfim solteira aperto o cinto só para mim acho que é mais fácil do que apertar o cinto para uma familia...não vai ser fácil

vamos ver como correm as coisas

beijos

_+*Ælitis in Paris*+_ Says:
1 de outubro de 2010 às 19:01

Respirar menos? é a unica possibilidade!

Eu estou a pensar em comprar um bento para levar para a escola sabes? nao me estou a ver a comer todos os dias fora de casa, Deus me livre e guarde!

E nem preciso estar em Portugal para ter medidas de austeridade em casa :)