4 Feliz Natal

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009



“O sonho de Maria”

Eu tive um sonho, José, que não pude decifrar…
Celebravam o Natal,
sem nosso filho chamar.

Uma grande e linda festa,
as pessoas preparavam,
Mas do nosso menininho,
elas nem mesmo lembravam.

Decoraram e iluminaram,
a casa, com grande pompa!
Gastaram muito dinheiro,
fazendo uma enorme compra!

Engraçado, mas não vi,
presentes para o nosso filho,
Entre todos os pacotes, enfeitados com fitilho…

Muitas bolas coloridas,
na árvore penduradas,
- Coitadinho do pinheiro, teve a raiz arrancada!

Um anjo, bem lá no alto – esse sim, gostei de ver,
Lembrei da anunciação, antes de Jesus nascer!

Ao trocarem os presentes – melhor mesmo que eu não visse
Nem falaram em Jesus, como se não existisse!

Celebrar aniversário,
de alguém que não está presente…
Você entende, José?
Não é pra ficar doente?

Acho mesmo que meu filho, ficaria tão confuso…
Se aparecesse na festa, o achariam “um intruso”!

Não ser desejado, é triste, depois do grande calvário…
Dando a vida pelo irmão, num triste e cruel cenário!

Ainda bem que foi sonho… pois muito triste seria,
Ele voltar para a Terra, sentir que ninguém queria!
Mais um Natal, este, agora, em que eu iria dar à luz,
Sem saber se o povo entende, a grandeza de Jesus!

MÍRIAN WARTTUSCH

Desejo que todos,
independentemente de raça, religião ou credo
tenham Amor no vosso coração
e um sorriso nos lábios pela benção de poderem
ser abençoados com mais um Natal!
Beijos de Feliz Natal
Alda, aka Framboesa

2 Natais

quarta-feira, 23 de dezembro de 2009


O Natal de há alguns anos atrás é tão diferente dos nossos Natais mais recentes...

O nosso presépio era feito com musgo que íamos buscar ao mato...Hoje em dia é feito com musgo artificial, até porque já não havia no mato musgo que decorasse todo o presépio...até porque no "mato" está agora construída uma urbanização...Mas, é feito com as mesmas velhas e lascadas peças e a ternura e sentimento encontra-se em cada uma delas...

Na noite de Natal eramos só os 3: eu, o meu "papi" e a minha "mami"...Ali, aconchegados na nossa casinha, em harmonia e com muito sossego: a nossa pequena família :-) Era muito especial o meu pai estar junto a nós ao serão, porque trabalhando na indústria hoteleira quase nunca podiamos jantar juntos...Hoje o n.º de "convivas" vai variando de ano para ano...temos sempre a mesa cheia de rostos risonhos e a calma de outrora deu lugar à tagarelice e animação...

A ceia de Natal era aleatória....não havia prato definido...eramos uns anarquistas...ehehehe!...Hoje fazemos questão de comer sempre o bacalhau com couves, antecedido de vários pitéus...Mas as filhozes, sonhos, rabanadas, polvo frito e azevias...essas nunca faltaram, nem no passado nem no presente!

Para mim a hora dos presentes tinha uma importancia extrema: não fui habituada a receber presentes ao desbarato durante todo o ano, não só porque viviamos com poucas posses, mas também porque os meus pais não cediam facilmente aos meus caprichos ( e ainda bem que assim o fizeram...o Natal e os meus Aniversários tinham um magia especial, que nunca teriam se eu fosse excessivamente mimada durante o ano todo)...Hoje a euforia dos presente deu lugar á euforia de ter a familia toda reunida em ambiente de festa...Soa a cliché mas é bem verdade, mais do que os embrulhos do "Pai Natal" ( que simplesmente adoro, tanto dar como receber!e embrulhar!) hoje em dia dou um valor desmedido a este serão que passamos juntos que se prolonga por todo o dia 25 :-)

Dantes víamos TV e depois da meia-noite visitavamos familiares que viviam no mesmo bairro.
Hoje jogamos jogos de familia.

Dantes tinha chocolates no pinheiro de Natal (natural e "oferecido" pela mata do Guincho)
Hoje temos bombons e brigadeiros na mesa.

Dantes comia bolo-Rei com brinde e fava.
Hoje como Bolo Rainha.

Dantes mandava postais de Natal pelos correios
Hoje mando postais electrónicos...E...de Natal (aqueles de papel, pelos correios...(eheheh)

Dantes sentia que essa Noite era mágica porque representava a vinda de Jesus ao Mundo...sentia que algo de especial unia todo o universo...sentia-me em sintonia e harmonia com todos...


Hoje também.
O essencial do Natal de ontem e de hoje permanece igual.
Guardo-o no meu coração.
Que os Natais de amanhã sejam igualmente abençoados....




3 Eu que moro nos Trópicos (lol)

terça-feira, 15 de dezembro de 2009

image by Jerry Moncan


Hoje de manhã acordo eu toda pimpona para ir trabalhar e vá de procurar o carro no estacionamento...."Cadé o carro?"(por vezes dão-me estes lapsos de memória matinais)...Não foi preciso procurar muito, claro que era o carro branco bloqueado por um carro avariado...

"Pera aí!O meu carro não é branco!É cinza (cinza escuro!)"

Mas hoje estava branquinho!E eu, pouco habituada a estas variações climatéricas ainda tentei inocentemente remover o gelo dos vidros com o limpa pára-brisas...Mas não, camadinha intacta e uniforme que nem gelo acumulado no congelador (sim, que a malta que mora na área tropical de Portugal -cof, cof, cof-para ver gelo com ar de gelo, ou tem que se deslocar ou tem que abrir o congelador...)...valeu-me a ajuda do senhor do café com garrafitas de água em cima dos vidros ;-)

Ok...Eu sei que não foi nada, que 1 grau não é nada de extraordinário, e que há neve "à séria" em imensos pontos do país, e que os campos cobertos de neve (porque os que vi são gelo-a-imitar-neve) são curriqueiros na Serra da Estrela...

Mas pronto! Pela parte que me toca fiquei deliciada! Tal como referi lá em cima, pelas minhas bandas tal não acontece muitas vezes...e mesmo que me venham dizer com ar de desdém que "Havia de ver o que era frio e neve que já não achava tanta piada!" ( como uma senhora gritava histericamente o ano passado na BTL no stand de Trás-os-Montes, a gozar com os lisboetas....bahhh)...

Gostei do que vi :-) E recordou-me (como se eu não me lembrasse já disso) que faltam 10 dias para o Natal....