Para os meus filhos...

quarta-feira, 22 de outubro de 2008


image by Jo Parry



A Sónia Bigita desafiou-me para reflectir sobre os 5 valores que gostaria de transmitir aos meus filhos…

Eu não tenho filhos, mas perante algumas situações, já dei comigo a pensar que valores lhes transmitiria, que tipo de mãe, mulher, pessoa seria perante eles…

Claro que há aqueles valores “base” que todas as mães querem transmitir: o amor, respeito, humildade, tolerância

Por isso vou enumerar os outros valores que “eu”, devido à minha vivência própria e à minha maneira de ser, transmitiria aos meus filhos:


-Capacidade de Sonhar, fantasiar…brincar! É a capacidade de sonhar que dá asas aos nossos maiores desejos e ambições…e também esta capacidade que acalma os dias menos bons…infelizmente por vezes vai-se perdendo ao longo dos anos…Gostava que os nossos filhos não perdessem nunca essa capacidade de fantasiar e sonhar…de ouvir as renas do Pai Natal, de acenar ao Mickey…de imaginar que no fim do arco-íris há mesmo um pote de ouro…e que no fundo, no fundo…mesmo os mais sisudos têm uma criança brincalhona dentro de si :-)


-Amor pelos animais, e respeito pela natureza em geral; gostava de transmitir aos nossos filhos este meu respeito por todas as formas de vida, que um cão não tem mais valor por ser de raça e que os animais selvagens devem-se manter assim, no seu habitat.E que compete a cada um de nós limpar o seu quintal para que o mundo possa ser um grande jardim...reciclar, poupar água e energia...


-Uma das características que mais me acompanhou na minha infância e adolescência ( e porque não, mesmo hoje, em certos momentos…) foi a falta de confiança em mim mesma e nas minhas capacidades…

Ficaria desgostosa se o mesmo se passasse com os meus filhos, porque a falta de confiança impede-nos de andar para a frente, de arriscar, de concretizar os nossos sonhos…Gostava que os meus filhos tivessem muita confiança nas suas capacidades e habilidades e a usassem para serem mais felizes e concretizarem as suas ambições, fossem elas grandes ou mais modestas.


-Respeito por todas as raças, crenças e culturas. Por mais que haja uma diversidade, não quer dizer que o que seja diferente seja menos bom…é apenas “diferente” e temos muito a aprender com esta multiplicidade de vidas.

Gostava que os meus filhos respeitassem as pessoas em si, independentemente da sua raça e origens…Jamais admitirei que um filho meu se refira de uma maneira menosprezante a pessoas de raça diferente da nossa, porque não é essa a educação que lhe pretendo dar.

Tentarei também educar os meus filhos com uma mente aberta para outras crenças e religiões que não a minha.


-Sentido de família e tradição…parece que não é nada de mais, mas as tradições familiares ajudam a enraizar e unir as pessoas, e fazem-nas sentir parte de uma comunidade, neste caso a familiar.
E como pessoa de tradições que sou, tenciono passá-las para os meus filhos…para que sintam que fazem sempre parte dos ramos da nossa arvore genealógica e que nela terão sempre apoio e abrigo…


bjs, Framboesa

9 zum-zun(s):

MRPereira Says:
22 de outubro de 2008 às 11:13

Framboesa linda!

Parece-me bem!

Vais ser uma mãe orgulhosa! E com filhos bem educadinhos!

sonia Says:
22 de outubro de 2008 às 11:20

Tava a ver que te tinhas esquecido mulher!!!Era tão bom que todos tivessemos estes valores em comum!
beijinhos

Anónimo Says:
22 de outubro de 2008 às 11:49

São valores destes eu tento todos os dias transmitir ao Carlos. Principalmente a confiança que ele deve ter em si mesmo.
Muitas vezes julgo que a confiança que peço que ele tenha, eu também a tenho que tentar "arranjar" para mim.

Uma boa 4ª feira, já estamos a meio da semana.

Beijinhos com carinho

Arminda Pereira

Juanita Says:
22 de outubro de 2008 às 11:51

eu assino por baixo!!
como sabes eu sou uma mãe muito picuinhas!! e há valores que não tenho a minima duvida que estão completamente enraizados no junior!!

gostava de ter mais capacidade para sonhar, para viver nessa tua alegria constante, para ser mais de festas...gostava!!

beijos grandessssssss

karoxinha Says:
22 de outubro de 2008 às 12:25

minha querida...

com uma pessoa maravilhosa como tu... uma sonhadora... que acredita no "Santa"... que comemora o haloween... que vive o Carnaval... que adora a walt disney... duvido que eles não sonhem... duvido...

sei também que eles serão pessoas maravilhosas, e que irão respeitar o próximo seja ele quem for... porque com uma mamã linda como tu, impossivel eles não serem maravilhosos...

eu tento educar as bombons da melhor maneira q posso e sei... não sei se é a certa... mas pelo menos ouço as pessoas dizer que elas são educadas (isto pq nao viram a confusão que elas fazem lá em casa)... que resppeitam tudo e todos (sim sim, principalmente o pai e a mãe)... e que se vê serem felizes (bem pelo menos nesta parte eu esforço-me comó caraças hihihi)

bjinhos karinhosos
karoxinha

bjinhos karinhosos
karoxinha

carol Says:
22 de outubro de 2008 às 12:26

concordo! tu sabes ;o)

Beijos de uma MÃE

Algodão Doce Says:
22 de outubro de 2008 às 12:43

Olá linda!
Vais ser uma optima mãe sem dúvida :)

Beijinhos grandes e continuação de boa semana!
Algodão Doce

Sandra Says:
22 de outubro de 2008 às 13:24

Olha Miga, concordo 100% contigo!!!
Assino em cada palavrinha que escreveste!!!
A sério!!!
Não tenho qualquer duvida que serás uma EXCELENTE Mãe!

Beijinhos miga e continua sempre com este coração tãoooooooooooooooooo doce!

_+*A Elite in Paris*+_ Says:
22 de outubro de 2008 às 22:23

A mim não me deixaram sonhar muito... com 2 anos lembro de ter voltado da escola (estava na pre pre pre) com um desenho do pai Natal e mostrei à minha mae, eu toda feliz. Ela olhou de soslaio "o pai Natal não existe"... e ai eu soube... que nao poderia sonhar muito...

Gosto muito dos teus valores, A. mesmo... mas infelizmente, ha tantos que nao os partilham :(

Beijo meu ♥,

A Elite