Agosto mágico da minha infância

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Primeiro dia de Agosto...
Quando era miúda, este dia significava não só que entrávamos no "meu" mês (siiimmm, que eu tenho um mês só para mim...ih ih ih) mas também, que dias de folia tinham chegado. A minha mãe trabalhava numa empresa que encerrava em Agosto, o que significava que durante um mês inteirinho tinha a minha mãe só para mim...Íamos à praia, ao cinema, fazíamos passeios no jardim do Estoril e ás vezes até íamos a Lisboa (imagine-se!).

Uma das semanas de Agosto também era guardada para grandes limpezas lá em casa...desarredavam-se móveis, poliam-se cobres, limpavam-se cortinados e sofás...às vezes até se caiava a casa toda por fora...Apesar de reclamar destas limpezas de Verão, confesso que achava divertida toda a algazarra que se formava, com a tralha toda espalhada e o cheiro a lixivia e detergente no ar...

Mas o que eu mais gostava era de ir para a praia...uma praia que, ironicamente, hoje em dia evito frequentar, quer pela (pouca) qualidade da mesma, quer pelo ambiente gerado pelas pessoas que a frequentam.

Mas naquela altura não era assim...pelo menos aos meus olhos...A praia era enorme, limpa, linda...A água não era gelada...nem tão-pouco fria...Apanhávamos de manhã cedo o autocarro e depois andávamos uns bons 20 minutos desde a paragem até á praia...Umas vezes comprávamos batatas pála-pála, outras vezes uma bola de berlim que dividiamos e vinhamos sempre a comer um gelado no regresso a casa para não custar tanto o caminho...

Sempre fomos uma família humilde...a primeira grande viagem que fiz, tinha os meus 9 ou 10 anos, foi ao Algarve a casa de uma tia...depois de passar o ano inteiro a antecipar essa viagem, a caminho do Sul comi qualquer coisa que me causou uma intoxicação e passei aquela tão sonhada semana, de cama, com febres altas e alucinações...

Não fazíamos cruzeiros, viagens ao estrangeiro, nem ficávamos alojados em hotéis ou resorts...
Como não tínhamos carro íamos de transportes públicos para todo o lado...

...mas mesmo assim, quando chegava Agosto a magia começava para mim, de um modo que talvez nunca se venha a repetir...

bjs, Framboesa

15 zum-zun(s):

Sandra Says:
1 de agosto de 2008 às 11:27

Lindo...Amiga fizeste-me as minhas férias de Verão!!! A bendita semana de limpezas...loooooooooooool....como eu ADORAVA (mentira) mas tinha de ser!!!

Não importante se tinhas uma familia humilde ou não, o que importa é que tinhas uma familia que amavas e amas!!!
Que hoje lembras todos esses momentos, com alegria, com amor, com carinho...o restante miga colcoamos de parte!!!

Um beijo a espreitar o fim de semana!!!

Seni Says:
1 de agosto de 2008 às 15:22

Fizeste-me andar para trás no tempo... e por isso ainda estou de sorriso!
Bom fim de semana
kiss

Blue Angel Says:
1 de agosto de 2008 às 17:27

Se tu imaginasses a casa onde eu e os meus pais fomos ficar no primeiro ano que fomos para o Algarve!!! Não tinha água canalizada, não tinha luz, gás... nada!!! Era no meio da Serra de Monchique isolada de tudo e chovia lá dentro! A minha cama era partilhada com os meus dois primos já adolescente e chovia lá dentro!!! No entanto gostámos tanto (e não havia assim muito dinheiro também, claro) que voltámos para lá no ano seguinte! LOL

Se um dia nos conhecermos pessoalmente eu mostro-te e tu nem vais acreditar!!!

Beijo

Nivea

sonia Says:
3 de agosto de 2008 às 00:43

Olàààààààà!!
Adivinha quem voltou das ilhas? lol lol mas olha que este post fez-me lembrar quando kanita preparavamos o carro para irmos de férias para Portugal!Era cà uma loucura...quando o meu irmão era bébé enchemos o reboque de fraldas!!hahahahah pk na altura eram super caras, claro!!!
beijinhos e até jàààààà

Algodão Doce Says:
3 de agosto de 2008 às 18:29

Olá linda :)
Antes de mais obrigado pelas palavrinhas doces.

Que linda descrição do teu verão, fez-me lembrar o meu...se bem que não tinha praia só campo!

Beijinhos doces e resto de um optimo Domingo.
Algodão Doce

Alexia Says:
4 de agosto de 2008 às 10:57

CARAMBA TU TENS A CERTEZA QUE ES LEÃO???? ESTE POST PARECE COISA DE MIUDA CARANGUEJA :)
SIM AS SAUDADES, AS REORDAÇÕES DAS COISAS BOAS, O ELO FORTE DA FAMILIA

COMO É BOM SENTIR AS SAUDADES COM CHEIRO A RECORDAR QUE NOS DÁ SORRISOS...É SINAL QUE ATÉ HOJE TIVEMOS O PREVILEGIO DE TERMOS MOMENTOS FELIZES

BEIJOS DE 1 DE AGOSTO E JÁ SÓ FALTAM........17 DIA PARA O GRANDE DIA

Cláudia Says:
4 de agosto de 2008 às 11:48

Também sempre gostei do mês de Agosto.
Passava-o sempre lá em baixo com os meus avós.
E lembro-me das limpezas, mas essas em Julho :)
Enfim..bons momentos.. :)

Beijinho

Queruby Says:
4 de agosto de 2008 às 12:54

Passei para te deixar um beijoca

turbolenta Says:
4 de agosto de 2008 às 14:15

Oh...as férias da canalha miúda nos meus belos tempo deixaram-me muito boas recordações.
As viagens para a praia eram feitas de "amarelinho".
O destino: Algés.
Mas naquele tempo era uma boa praia! o pior é que estava lá o malvado do banheiro que a troco de 5 tostões pegava em mim (a espernear por todos os lados) e me enfiava dentro de água.O banho era breve, mas mesmo assim era cá uma angústia...um medo....um horror!
Fui à Trafaria tinha 6 anos. Não havia ninguém na praia! Tenho cá uma fotografia que é um mimo!
Mas era nas férias que tinha a sorte de ir ao aquário do Dafundo ver os peixinhos.
E quando me portava bem....(?) ...
era nas férias que ía ver os elefantes ao jardim zoológico.
Tudo aquilo cheirava mal que tresandava, mas adorava! E os macacos? passava horas a ver a aldeia dos macacos.
Estas eram rotinas de todos os verões.
O Jardim da Estrela,o do Torel e o Botânico também era o destino de alguns fins de tarde.Afinal morava lá perto e, sem gastar dinheiro, sempre era uma maneira de passear com a criança.
Ai que saudades da velha leitaria onde me sentava toda empertigada para beber o copo de leite e comer uma bola de Berlim.
(Ainda há pouco tempo por lá passei.Parece tudo continuar igual naquele lugar: a mesma fachada com o velho painel de azulejos antigos. O mesmo espaço reduzido e escuro. A madeira escura do balcão parece estar na mesma. Matei saudades. Voltei a ser criança. Foi bom! muito bom mesmo!)

Mas o melhor....o melhor mesmo eram as férias com os primos la´na aldeia.
Era a loucura total.
No meio daquela bicharada e plantas todas, não havia vestido branco que resistisse, laço do vestido que não se desfizesse ou sapato que se não rompesse(de subir às árvores).
Era um salve-se quem puder!
Um desfiar de asneiras, plenas de liberdade e encanto.
Mas.....o que julgas....
Fartava-me de trabalhar......íamos à água à fonte( água da rede pública....era ó havia....).Íamos ao pinhal apanhar pinhas para a lareira no Inverno( a avó prometia que depois nos assava as castanhas e nós, como as adorávamos...lá íamos todos à labuta!).
aI as vindimas!
o que gostávamos...todos lambuzados do melaço das uvas...o pior era quando aparecia alguma abelha...
E no fim do Verão a apanha do milho e depois tirar as espigas de dentro das camisas e mais tarde tirar os grãos das espigas...(e quando a coisa não corria ao jeito...lá vai uma espiga para a cabeça do que nos estava a chatear).
Eram as desfolhadas à noite, ao luar, onde todos cantavam e havia sempre alguém que tocava a concertina.
Mas o mais giro de tudo era a viagem para a aldeia.
De camioneta!
demorava umas 8 horas.Parava em todas as paragens. Não havia auto-estradas. Eu ía entregue ao cobrador(que era conhecido do meu avô). Sempre do lado da janela. E a maior parte da viagem em pé!
Depois...à noite....era uma noite santa!
Aliás já contei no meu blogue (nas histórias da minha infância)algumas peripécias passadas nas férias com os tais primos.
E passados 50 e tal anos nada mais resta que grandes recordações.

turbolenta Says:
4 de agosto de 2008 às 14:16

Ah........
e como sempre: eu tinha de escrever mais sózinha que os outros todos junto!
Que mania!
desculpa !

Luna Says:
4 de agosto de 2008 às 15:08

essa tua descrição também me fez lembrar as férias da minhas infancia... tb era por esta altura que os meus pais tiravam férias e nós íamos todos umas semanitas para o Algarve. Eram sempre dias tão esperados! E, nem nos custava levantar às 4 da manhã e por-nos a caminho para n apanhar transito nem os camiões recheados de troncos que viamos na estrada nacional! era a loucura!

Qdo chegavamos em setembro também tinhamos sempre a casa limpinha e a cheirar a limpo... a minha avó encarregava-se de orientar a empregada dela a ir lá uns diazinhos e a fazer a limpeza anual... para mim e para a minha mana era sempre uma surpresa quando chegavamos e tinhamos uma prateleira nova no quarto ou um movel num sitio diferente do habitual.

Beijinhos

carol Says:
4 de agosto de 2008 às 17:03

Porque é que o comment que deixei de manhã não aparece... foi censurado?! Era grande demais...?!

Enfim...

O verão tem uma certa magia... aproveitá-lo para estar com quem amamos e fazer aniversário são condimentos que o tornam ainda mais especial!

Este não será diferente... será magico certamente nesta forma de ser adulto ;)))

Beijo em AGOSTO

PS é o mês do meu desaniversário... já depois de amanhã!!! Acho que vou fazer uma festa ;)))

Alexia Says:
5 de agosto de 2008 às 10:49

Olha se já bebeste café toca a responder ao desafio...e depois não fui na Disco que estou invalida para tal...mas fui...querias nera?????????

amiga as coisas loucas não podia por como saltar de um avião a gritar DÁ-ME AS GOTASSSSSSSSS; mergulhar nos mares quenetes infestados de tubarões e sorrir para eles a dizer: bora soltar a maluca?????
tirar borries do nariz e fazer concurso de quem lança mais à frente
roer as unhas dos pes
deixar de lado a depilação
beber 12 coca colas sem respirar
enfim coisitas simples

mas isso não podia dizer...já estou queimada demais amiga...

beijos loucos sempre
beijos quase na tua festa :)
beijos quase de ferias

toca a bater os tambores que vamos de ferias

Bolota Says:
6 de agosto de 2008 às 01:18

Depois de ler este post, deixo-te o meu mais infantil e genuíno sorriso. Adorei!

BJOS :o)
B.

Cristina Says:
6 de agosto de 2008 às 13:03

Recordações lindas que não voltam mais...eramos mais humildes mas eramos felizes né?

:))

Lindo post

beijinhu